Atendimento Pré-hospitalar pode sofrer grandes melhorias com propostas do Cofen.

 

A Confederação Nacional de Urgência e Emergência do Cofen – Conselho Federal de Enfermagem, declarou publicamente que algumas mudanças podem ocorrer no atendimento pré-hospitalar que atualmente é feito no Brasil. Considerado um dos mais deficientes, o APH ainda pega profissionais de saúde emergencial de surpresa. A proposta desenvolvida pelo Cofen prevê a criação do SIV – Suporte Intermediário de Vida, com intenção de qualificar mais o processo de atendimento e trazer mais respostas positivas para as vítimas em situação de risco.

 

O que é o SIV?

 

O Suporte Intermediário de Vida – SIV, será mais uma ferramenta que dará suporte aos profissionais de atendimento pré-hospitalar no Brasil. Hoje há um certo despreparo por parte desses, que se encontram sem uma orientação mais avançada de como atuar em situações mais emergenciais.

O SIV vem com um modelo de aperfeiçoamento. Ele levará aos profissionais de enfermagem uma autonomia maior quanto a sua atuação em emergências. Serão distribuídas ambulâncias com profissionais devidamente treinados, sendo um enfermeiro de nível superior e um condutor de ambulância, que também passará por treinamentos especializados.

 

Como acontecerá o Suporte Intermediário de Vida

 

Como foi citado anteriormente, o Suporte Intermediário de Vida será um atendimento complementar ao Atendimento Pré-hospitalar. Profissionais de enfermagens estarão disponíveis para dar suporte a bombeiros ou médicos do Samu, a partir de um treinamento próprio.

Buscamos uma forma de explicar didaticamente como acontecerá esse processo e levamos em conta uma vítima com parada cardiorrespiratória. Infelizmente hoje há uma realidade bastante precária para equipes de SAV e APH quanto a esse tipo de reanimação. A equipe de SIV prestará um atendimento baseando-se em um protocolo institucionalizado, adquirido a partir de treinamento específico e com a ajuda da telemedicina.

A equipe de SIV dará o suporte à vítima a partir de uma reanimação cardiopulmonar, onde todos os quesitos de compressão torácicas são atendidos. Há o complemento com terapia medicamentosa, terapia elétrica, acesso intraósseo como uma segunda opção ao acesso venoso e também acesso de via aérea por dispositivo supra glótico.

 

Curso de APH

Depoimento – Dr Enf Francisco

 

Porque o treinamento é fundamental?

 

É justamente pelo uso das técnicas que citamos no tópico anterior que a equipe de SIV e APH precisa de um conhecimento técnico sempre atual. Isso é feito através de treinamentos em centros de educação para urgências e emergências hospitalares.

Há uma real necessidade do suporte intermediário de vida. A partir dessa, o APH consegue identificar mais detalhadamente e rapidamente os problemas apresentados pela vítima em situação de risco. Todas as situações são avaliadas mais criteriosamente e o paciente é, consequentemente, atendido com mais rapidez.

O treinamento em SIV e APH indicado pelo Cofen nesta nova modalidade traz a intenção de uma assistência mais qualificada para a vítima, evitando sequelas sérias e prejuízo físicos ou limitadores à qualidade de vida.

É preciso, porém, que o Cofen e a Confederação Nacional de Urgência e Emergência consigam institucionalizar o protocolo do SIV na PCR e em outros atendimentos emergenciais.

 

Qual o curso ideal para você?

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *